quinta-feira, 8 de abril de 2010

Forma do Haicai - Versos e Métricas

Esta será uma sequência destinada a tratar da Forma do Haicai, suas particularidades, dicas, discussões sobre o tema e enfim. O texto que inicia a série é uma introdução a questão dos versos e métricas, espero que gostem, mas mais do que isso, meu desejo é que discutam, este espaço é para isso. Podem sugerir também alguns temas através dos comentários, tenham certeza de que levo eles muito em conta na hora de produzir algo.

Até mais!

Forma do Haicai
Versos e Métricas

O haicai no Japão é tradicionalmente escrito numa única linha vertical e possui 17 unidades de som, divididas em três frases com 5, 7 e 5 unidades em cada frase.

Quando o haicai foi trazido para o Ocidente, as unidades de som foram adaptadas ao sistema de sílabas métricas e as frases tornaram-se versos. Ou seja, o haicai começou a ser praticado com a seguinte forma, onde cada linha representa um verso e cada X uma sílaba métrica:

X X X X X
X X X X X X X
X X X X X

Hoje, há divergências quanto à necessidade de se prender ao esquema de 17 sílabas métricas (embora não seja recomendado ficar muito abaixo ou acima desta medida).

A noite cai.
As montanhas ao longe,
Cobertas de bruma.
Paulo Franchetti

Muitas pessoas sacrificam o entendimento do haicai para manter as 17 sílabas, comendo preposições, cortando os pronomes, fazendo desaparecer os artigos que muitas vezes são necessários para uma melhor compreensão do haicai. Há também pessoas que se perdem na hora de escrever uma cena objetiva, colocando no poema alguns detalhes ou enfeites desnecessários.

São duas maneiras de arriscar o seu haicai por mais linda que seja sua vivência. O negócio é praticar. Duas dicas, então:

1) não sacrifique seu poema pela métrica;

2) não diga mais que o necessário.

***

"Ir ao 'coração' do haicai tem a ver com o Zen e a prática da observação, não mera contagem de sílabas." Gary Snider, em conversa com Udo Wenzel


6 comentários:

  1. Caro, Rafael, voltamos ao ponto (zero). Há regras e automaticamente os desvios. Por isso minha dupla opção: (1)regra e (2)desvio. A foz poderia ser a opção seguinte e receber o nome de (3)liberdade criativa?

    Sua intro, entanto, vem bem a calhar.

    Minha reverência!

    ResponderExcluir
  2. gostei > pouco menos que mais

    ResponderExcluir
  3. Acho legal manter a métrica, porque acredito que isso é o que caracteriza o Haikai. Claro que não se deve sacrificar um belo poema por causa da métrica, mas é ela, acredito eu, a principal característica do Haikai. Sem métrica, não é um Haikai, é poesia de três versos (minha mera opinião).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo, André, mas respeito sua opinião. O que considero a principal característica do haicai é o "haimi", que abordarei em outro post :)

      Abs!

      Excluir
  4. Estou adorando, este tipo de poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gilberta, haicai é mesmo fascinante, não é mesmo? E quanto mais se conhece, mais prazerosa fica a leitura (e escrita).

      Espero que apareça mais vezes aqui :-)

      Excluir